Excel e mercado de trabalho - O que você precisa aprender?

Excel e mercado de trabalho – O que você precisa aprender?

Que Excel é um dos requisitos mais importantes no mercado de trabalho, disso ninguém tem dúvidas. Mas que nível de conhecimento é exigido para que alguém seja considerado qualificado a operar o programa?

O Excel, assim como outros programas do chamado pacote Office, como Word e PowerPoint, é um dos aplicativos com maior versatilidade existentes atualmente no ramo da tecnologia. Isso significa que sua utilidade não é voltada apenas para um ramo específico ou para atividades específicas. Você consegue usar Excel para atuar em diversas áreas do conhecimento, como matemática, engenharia, finanças, urbanismo, gastronomia, organização, estatística, educação, economia…

Como ele é um programa voltado para criar soluções automatizadas, ele não depende de um projeto pré-estabelecido ou de uma estrutura voltada para um fim específico, portanto, ele é útil para quem quer montar e imprimir uma simples lista de compras e também para quem quer montar um sistema gerenciador de estoques, cadastros e finanças de um restaurante, por exemplo.

 

Mas então como saber o nível exigido de Excel para o mercado de trabalho diante de tantas possibilidades?

Para ser bem sincero, isso depende muito do cargo que você pretende ocupar. Por exemplo, para um cargo relacionado à área de finanças de uma empresa, é natural que você saiba um pouco sobre fórmulas financeiras e gráficos. Para um cargo que exige muita criatividade, é natural que você conheça detalhes e macetes sobre formatações e organização de layout, por exemplo.

A boa notícia é que ninguém deve começar a aprender Excel focando-se primeiramente em uma área, porque seus conceitos iniciais e fundamentais são os mesmos seja para quem irá usá-lo no setor de Recursos Humanos de uma empresa ou para quem irá usá-lo no controle de sementes de uma fazenda. Daí podemos perceber que o mínimo exigido no mercado de trabalho é o conhecimento essencial, não necessariamente o específico.

 

E o que é considerado essencial em relação aos conhecimentos de Excel?

O essencial é aquilo que te propiciará conhecimento suficiente para entender os conceitos do programa, formatar os conteúdos corretamente e deduzir a melhor maneira de se chegar a um resultado e como incrementar esses resultados de forma automática. Como assim?

Presume-se que um bom entendedor de Excel saiba que há fórmulas que calculam descontos, em vez de tentar usar cálculos manuais. Também presume-se que ele saiba exibir esses resultados em um gráfico, que saiba gerar uma formatação que acompanhe as variações desses resultados, que saiba organizar os dados corretamente de acordo com a necessidade exigida na situação, que saiba agilizar seu trabalho através de ferramentas e atalhos que economizem o tempo usado diante do programa, dentre outros detalhes.

Em termos práticos, um bom entendedor de Excel deve conhecer os seguintes conceitos:

  • Formatação de conteúdo;
  • Formatação condicional;
  • Fórmulas matemáticas básicas (soma, subtração, divisão, multiplicação, radiciação, exponenciação, média, modo, mínimo, máximo…);
  • Números decimais e operações com números decimais;
  • Concatenação;
  • Gráficos e recursos de gráficos;
  • Elementos gráficos (imagens, formas e conteúdo sobreposto) e suas formatações;
  • Organização de dados;
  • Filtros e classificações especiais;
  • Extensões de arquivos e resolução de problemas de compatibilidade com outras versões;
  • Exportação de planilhas em outros formatos;
  • Fórmulas e estruturas condicionais;
  • Fórmulas de pesquisa e referência;
  • Atalhos;
  • Otimização de planilhas para impressão;
  • Porcentagem e operações com porcentagem;
  • Interpretação de erros;
  • Funções de tempo.

 

Parece complicado? 🤔 À primeira vista, para quem ainda não sabe mexer com Excel, pode até parecer, mas tudo é questão de estudo e bons métodos.

Tendo esse conhecimento acumulado, você pode, sem problema algum, inserir em seu currículo uma formação em Excel. Com essa base, é possível aprender qualquer coisa de forma muito mais rápida e simples! Há químicos que atuam na área de pesquisa, outros na área de cosméticos, outros na área de alimentação e outros em sala de aula. Entretanto, todos são formados em química, certo? O mesmo acontece quando você aprende Excel: a partir desse conhecimento adquirido e tendo uma visão intuitiva (explico mais sobre isso no artigo Excel é realmente difícil?), você consegue partir para qualquer conhecimento avançado e/ou específico em uma determinada área.

O meu grande conselho para você que pretende aprender Excel para obter uma qualificação apta para o mercado de trabalho é não focar apenas em uma área específica. Aprenda Excel livremente, absorvendo todos os conceitos básicos e necessários que devem ser adquiridos no início. Depois que você possuir essa formação, procure então uma formação específica, caso essa seja sua necessidade.

A notícia boa é que para grande parte das vagas disponíveis hoje relacionadas ao conhecimento de Excel (como secretários, atendentes, vendedores, estoquistas, auxiliares administrativos, entre outras), o conhecimento essencial (básico) em Excel já é suficiente, porque tudo o que é aprendido em um curso (se ele for realmente bom) já é o exigido por grande parte dessas vagas. Tarefas específicas podem ser aprendidas na própria empresa, de acordo com as necessidades e cultura delas, ou através de estudos relacionados a essas funções mais específicas, que se tornam muito mais fáceis depois que você adquire o conhecimento essencial.

Por mais que se diga por aí que Excel é um bicho-de-sete-cabeças, na verdade ele é mais simples do que a maioria das pessoas imagina, e continua (como continuará sendo) uma das maiores exigências no mercado de trabalho. E se você acha realmente que Excel é complicado, dê uma olhadinha nesse artigo aqui onde eu falo sobre essa falsa visão de dificuldade do Excel e como começar a aprendê-lo corretamente.

 

Comece a aprender Excel com o primeiro módulo do Curso Excel Descomplicado GRÁTIS!

 

Assine nossa newsletter!

Quer receber dicas, vídeos, novidades, artigos e material gratuito sobre Excel no seu e-mail semanalmente?

Inscreva-se abaixo 🙂